Diário de Bordo - aula #2 | YCL Curso Brasil 2020 - Cidades e Clima

Updated: May 8




Quinta-feira, 23 de abril de 2020.

Título da reunião: Cidades e Clima

Sobre a aula: neste módulo, Armelle Cibaka e Rodrigo Perpétuo apresentaram o ICLEI, sua agenda frente aos desafios e às oportunidades da sociedade internacional contemporânea e o modo como trabalham na capacitação de lideranças para o futuro. Ao final, propuseram um trabalho prático aos alunos, para que reflitam e apresentem propostas de soluções a alguns desafios propostos.


Rodrigo abordou temas relacionados às oportunidades trazidas pelo COVID-19 para repensar a sociedade em suas relações humanas, formas de produção e de consumo, entre outros aspectos. O palestrante também reforçou a necessidade de reconhecermos nossa vulnerabilidade e trabalharmos no desenvolvimento de soluções inteligentes para fortalecer nossa resiliência. Neste contexto, destacou que aprender a desenvolver novos padrões de cidade será fundamental para mitigar nossa exposição às crises existenciais da humanidade, dentre as quais está a mudança do clima. O palestrante abordou, ainda. os principais desafios que precisam ser vencidos neste século, dentre os quais destacou a crise da democracia, as desigualdades econômica e social, a fome, os hábitos alimentares, a desigualdade de gênero, a falta de acesso a saneamento básico e água tratada, a perda da biodiversidade e o acesso à energia; em resumo, a necessidade de revisão do conceito de desenvolvimento. Sobre a participação do ICLEI neste processo, abordou a missão da organização e sua visão estratégica a partir de cinco caminhos para o desenvolvimento: de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo e centrado nas pessoas, resiliente e circular.


Armelle falou da linha de atuação do ICLEI voltada a fomentar o protagonismo do jovem na agenda de sustentabilidade por meio de capacitação voltada ao tema do desenvolvimento urbano sustentável. A palestrante também apresentou programas desenvolvidos pelo ICLEI e alguns de seus resultados.


Após a fala dos palestrantes, dois outros membros do ICLEI tiveram espaço para conversar com os alunos sobre o projeto “Escolas sustentáveis”, o projeto em grupo que será desenvolvido ao longo do curso. Confira mais detalhes sobre o projeto em grupo neste post.


Lições finais desta aula: Diante de todos os desafios que precisam ser vencidos ao longo deste século, a atuação em escala local, sobretudo por meio da educação, tem enorme potencial de causar impactos positivos na sociedade, de modo a fomentar comportamentos mais sustentáveis.

Sobre os palestrantes:


Armelle Cibaka: consultora de projetos para a linha Líderes do Futuro do ICLEI América do Sul. É especialista em Gestão de Projetos Globais pelo IEC – PUC Minas, Especialista e Bacharel em Direito Público Internacional pela Universidade Protestante do Congo (UPC), Mestre em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Possui formações em Negociações Internacionais, Geopolítica e Questões Estratégicas, Gestão de Crise, Direitos Humanos e Direito Penal Internacional, e, Marketing Management. Em sua trajetória coordenou o Programa de Voluntariado Internacional do Governo do Estado de Minas Gerais e é pesquisadora na área de Desenvolvimento e Reconstrução Pós-conflito e de Educação à Cultura da Paz.


Rodrigo Perpétuo: secretário-executivo do ICLEI América do Sul. É doutorando do Programa de Pós Graduação em Ciência Ambiental (PROCAM / IEE-USP), economista pela UFMG, mestre em Relações Internacionais pela PUC-MG. Possui especialização em gestão de negócios pela Fundação Dom Cabral e em Cooperação Descentralizada pela Universidade Aberta da Catalunha. Em sua trajetória foi Chefe da Assessoria de Relações Internacionais do Governo do Estado de Minas Gerais, Secretário Municipal de Relações Internacionais da Prefeitura de Belo Horizonte, além de ter sido professor em instituições como Ibmec, Fundação João Pinheiro e UniBH.


Terça-feira, 28 de abril de 2020.

Cidades e Clima: aprofundamentos

Sobre a aula: neste módulo, os palestrantes deram continuidade ao tema “clima e cidades”, salientando a importância da adoção de iniciativas políticas organizadas e planejadas de enfrentamento à mudança do clima. Foram, ainda, apresentadas experiências de dois municípios brasileiros que têm adotado estratégias climáticas bem sucedidas.


Igor explicou como se trabalha na estruturação de uma estratégia climática para municípios, como as adotadas em Betim, Fortaleza e Canoas. Igor ressaltou a importância da interface científica no planejamento de medidas de mitigação e adaptação. Os esforços dos governos locais alinham-se com a estratégia de implantação da NDC Brasileira elaborada pelo Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas. As ações na área de mitigação são pensadas individualmente para cada cidade e baseia-se em informações como as disponibilizadas no SEEG. Na sequência, representantes de cidades que adotaram a estratégia climática tiveram espaço para compartilhar informações sobre a experiência nesses municípios.


Paulo José Ferreira, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do município de Betim, explicou a importância e a atuação do Comitê de Mudança Climática municipal na participação de diferentes políticas adotadas na cidade.


Em seguida, Edilene Oliveira, da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente do município de Fortaleza, narrou como a agenda climática foi adotada no município, a partir de 2013, com a adoção de programas, iniciativas, políticas públicas e espaços participativos, além da presença do município em eventos internacionais.


Por fim, Flavia Bellaguarda abordou o tema da governança climática. A assessora de mudança do clima do ICLEI e fundadora do YCL destacou a importância de a governança climática abranger de modo interdisciplinar ações efetivas que absorvam os princípios da justiça climática. Na sequência, apresentou o projeto Urban-LEDS, cujo objetivo é acelerar o desenvolvimento urbano de baixo carbono e resiliente a partir de uma abordagem de governança multinível para ação climática urbana. O projeto, oferece orientação, ferramentas e assistência técnica, mobilizando cidades para se comprometerem com o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia (GCoM), a atualizarem o inventário, desenvolverem o plano de ação climática, identificarem riscos e vulnerabilidades climáticas, assim como o desenvolvimento da metodologia LEDS Lab para avançar no acesso ao financiamento e na implementação de ações climáticas.

Lições finais desta aula: A elaboração de uma estratégia de enfrentamento das causas e efeitos das mudanças climáticas no nível local demanda planejamento e expertise técnica para entender o perfil de emissões de cada município e as vulnerabilidades a que estão expostas as populações de cada um dos locais. As experiências apresentadas demonstram que uma governança eficiente e organizada, aliada a uma base científica sólida, são caminhos interessantes a serem seguidos pelos governos locais, de modo a se tornarem protagonistas das urgentes intervenções relacionadas à mudança do clima.

Sobre os palestrantes:


Flavia Bellaguarda: Assessora de Mudança do Clima no ICLEI América do Sul. É advogada especializada em Direitos Humanos. Mestre em Desenvolvimento Internacional - Sustentabilidade, Política e Meio Ambiente na Universidade de Birmingham, com tese em Justiça Climática. Formação em Sustentabilidade pela Schumacher College. Co-fundadora do Youth Climate Leaders e fundadora da LACLIMA. Global Shapers do Fórum Econômico Mundial, membro da Rede de Ação Políticas pela Sustentabilidade (RAPS) e do RenovaBR cidades e do grupo Free Hugs.


Igor Albuquerque: responsável pela Área Técnica do ICLEI América do Sul, liderando iniciativas em várias agendas. Há 13 anos dedica-se à agenda da mudança do clima, com experiências no Brasil, Reuno Unido, Colômbia e Argentina.


Paulo José Ferreira: educador ambiental da Secretaria de Meio Ambiente de Betim e coordenador de Comitê sobre Mudança Climática e Ecoeficiência do Municípios. Graduado em engenharia civil com ênfase em saneamento pala UFMG e pós-graduação em Educação Ambiental pela Newton Paiva.


Edilene Oliveira: Coordenadora de Políticas Ambientais da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente - SEUMA da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Graduada em pedagogia com especialização em Educação Ambiental.


-----


Journaling realizado por André de Castro dos Santos, membro do Conselho Consultivo Acadêmico do YCL, geógrafo e doutorando no programa de Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Lisboa e em direito ambiental pela USP. Muito obrigado!

We are a global youth leadership network catalyzing climate careers.

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

LET'S CHAT!

If you have any question, please drop us a message.