Diário de Bordo | Curso YCL 2021

Updated: May 25


O Curso YCL é uma jornada de desenvolvimento individual e coletivo que visa formar líderes para responder à crise climática. No primeiro semestre de 2021, lançamos a 5a. edição do curso - confira aqui o programa desta edição aqui.



Abaixo, segue uma prévia do dia a dia do que vimos nesta jornada, escrita pela talentosa YCL fellow Cintia Cruz. O Curso está acontecendo neste momento, portanto vamos atualizar este post com à medida que as aulas acontecerem, por isso não deixe de vir conferir este post à medida que o curso avançar.


Boa leitura!


Aula #1 - Autoconhecimento para agir pelo clima


Uma carreira voltada para a sustentabilidade e as ações contra a mudança climática. É esse o objetivo das mais de 150 pessoas que iniciaram neste fim de semana o desafio de fazer o Curso de Lideranças do YCL. E é claro que, para uma decisão tão importante, é essencial a observação de si mesmo.


Por isso, Autoconhecimento foi o tema do módulo apresentado neste domingo, 11 de abril, pelo consultor Fábio Moraes, que tem experiência de mais de xx anos em diversas atuações, além de ser professor do Insper.


Com desafios, testes e metodologias de observação das características e atuações, o conteúdo é essencial para que cada profissional encontre seu melhor papel na luta pela sustentabilidade e contra a mudança climática.


Aula #2: - Como a Teoria U pode guiar os futuros jovens do clima em suas carreiras e na luta por um mundo mais sustentável?


Como a Teoria U pode guiar os futuros jovens do clima em suas carreiras e na luta por um mundo mais sustentável? Foi essa a pergunta que a consultora Érica Liberato trouxe para a aula do Curso de Lideranças Climáticas do YCL que aconteceu na quinta-feira, dia 15 de abril. Sabemos que a próxima geração de líderes climáticos tem um grande desafio pela frente. E como podemos evitar que eles fiquem sobrecarregados e desmotivados durante o caminho?


A Teoria U, através do exercício do pensamento sistêmico, é sobre olhar o todo e considerar os múltiplos envolvidos (pessoas, fauna, flora, sistemas e subsistemas). É uma abordagem promissora para os jovens que se comprometem com esse desafio, para que consigam compreender o todo mais do que a soma das partes.

Olhar o todo e traçar o caminho a partir de um entendimento do seu papel no sistema é uma perspectiva poderosa para guiar o caminho no desenvolvimento dos objetivos profissionais e de vida. Pois a soma das partes não leva em consideração a interdependência entre elas. Então, essa interdependência e interconexão de elementos e sistemas é um ponto importante que o pensamento sistêmico e a teoria U trazem à tona.


Com a Teoria U, é possível oferecer uma abordagem positiva da sustentabilidade, focada na atenção plena e no desenvolvimento pessoal, fazendo com que os jovens líderes em formação no curso do YCL encontrem seu próprio papel, conectando os propósitos aos seus ambientes de atuação. E você? Já pensou no seu papel como líder na luta pelo clima?


Aula #3 - O futuro do trabalho e o papel da liderança.


A discussão sobre o futuro do trabalho é central na atuação do YCL, na missão de preparar jovens para desenvolver seus papéis em um mundo com transformações cada vez mais rápidas.


Por isso, a aula do #CursoYCL2021 do sábado, 17 de abril, trouxe a discussão sobre a necessidade de adaptação em um cenário em que, nos próximos dez anos, 85% das pessoas terão empregos que não foram inventados ainda.


Liderada por Luís Sérgio Ferreira Neto, fundador da ReAprendiz, educador livre, facilitador e designer de comunidades de aprendizagem, a discussão trouxe informações essenciais sobre a aprendizagem autodirigida.


Afinal, neste futuro no qual já vivemos, a habilidade de adquirir conhecimento é mais valiosa do que o conhecimento em si. Então, que tal começar a assumir autonomia sobre a sua aprendizagem?


Porque, segundo Alvin Toffler, “o analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”. Vamos juntos nesta caminhada de ser um constante aprendiz?



Aula #4- Conceitos básicos sobre a Ciência do Clima.

Falar de um assunto tão importante e que está em constante desenvolvimento pode acabar sobrecarregando. Ainda mais se os conceitos básicos não estão muito bem absorvidos. O objetivo da aula 4 do #CursoYCL2021, que aconteceu no dia 20 de abril, foi tornar esses conceitos acessíveis. Bruno Cunha, pesquisador na Agência Nacional do Petróleo, deu uma aula esclarecedora e fundamental para quem quer seguir uma carreira climática.


Foram apresentados os conceitos que possibilitam uma melhor compreensão das bases físico-químicas e das ciências econômicas das mudanças climáticas. Efeito estufa, ciclo de carbono, geoengenharias e outros temas foram detalhados e apresentados de maneira muito didática. O chat foi uma aula à parte. Muito participativos, cheios de conhecimento e motivados pelo tema, os alunos trouxeram inúmeras referências, expuseram suas opiniões e ajudaram a deixar o ambiente de aprendizagem muito mais rico, divertido e diverso.


O YCL acredita na aprendizagem feita em conjunto e estimula a troca de conhecimento e experiências de alunos tão plurais, que vêm de realidades e mundos tão diferentes. É muito bonito e gratificante ver os futuros jovens do clima tão ambiciosos por aprender e compartilhar seus conhecimentos.


Aula 5 | Política e Clima:

Quando entendemos que a humanidade é a principal responsável pelas mudanças climáticas, compreendemos a importância do assunto ser discutido, debatido e guiado por ações políticas. Por isso, Marianna Albuquerque, Coordenadora de Projetos no Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI), foi convidada para ministrar a aula 5 do #CursoYCL2021. Ela apresentou o histórico das negociações internacionais das mudanças climáticas, a participação do Brasil e como estados e munícipios podem atuar de maneira efetiva no combate ao aquecimento global.


Quando se une dois temas tão polêmicos, como clima e política, é preciso ter embasamento para conseguir se posicionar. Ela trouxe informações importantes para o debate, como o início da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, e relembrou como os compromissos dos países assinados nas COPs são fundamentais para compreendermos como chegamos à Agenda 2030.


Tudo isso aconteceu no dia em que o presidente Jair Bolsonaro falou na Cúpula do Clima, organizada pelo presidente dos EUA Joe Biden. Com tantos estímulos, motivos e conteúdos sobre o tema, os alunos terminaram o dia com muitas informações para saber analisar a fala do presidente.


Aula 6 | Transição Energética

53,9% da matriz energética brasileira vem de energias não renováveis. Compreender o que são essas energias e entender qual é participação delas nas mudanças climáticas são pontos essenciais para a formação dos futuros líderes do clima.


O que são energias não renováveis? Quais são energias renováveis que conhecemos? Por que elas são as melhores opções para combater a mudança do clima? Como o Brasil vem atuando nesse tema?


As respostas para essas perguntas e muitas outras foram abordadas pela Talita Esturba (Engenharia Ambiental e Mestra em Mudanças Climáticas e Sustentabilidade), que foi a responsável pela aula 7 do #CursoYCL2021. Além do cenário brasileiro, ela trouxe informações do cenário mundial, mostrando como outros países estão avançando no tema.


Os alunos também aprenderam que, diferentemente do que diz o senso comum, o custo da produção de energias renováveis vem caindo significativamente e ficando cada vez mais possível dar protagonismo a esse tipo de energia no nosso país.



Aula 7 | Resíduos e economia circular


Não podemos mais fingir que não sabemos que o sistema que construímos historicamente, de extração e exploração dos recursos naturais, potencializado pelo capitalismo, é insustentável. Na aula 6 do #CursoYCL2021, foram apresentadas aos alunos maneiras mais eficientes de tratamento de resíduos e da economia circular.


No lugar do sistema linear com o qual estamos acostumados, a abordagem sistêmica da economia circular promove o desenvolvimento econômico beneficiando não somente as empresas, mas também a sociedade e o meio ambiente. Através do exercício proposto pela palestrante Daniela Delfini (consultora de sustentabilidade), os alunos foram estimulados a refletir sobre a origem e o destino de produtos do seu dia a dia, além de avaliar o consumo através da lente da economia circular.



Aula 8 | Mudança de uso da terra e florestas


As mudanças no uso da terra estão entre as principais responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa no Brasil, fazendo com que a reflexão sobre as causas, consequências e efeitos do desmatamento sejam extremamente importantes para os futuros líderes do clima. No dia 4 de abril, Pedro Soares, gerente de programas de mudanças climáticas do IDESAN, trouxe para a discussão não somente a importância das nossas florestas para o equilíbrio climático, mas também para o desenvolvimento econômico.


Vale lembrar que hoje a Amazônia, embora ocupe 60% do território brasileiro, é responsável por apenas 8% do PIB do país, mesmo tendo uma vocação econômica enorme, seja na agenda do manejo florestal sustentável, na produção rural e agroflorestal, na extração de óleos, frutas, borrachas, resinas e uma série de produtos que ainda podem ser descobertos e que podem ser a solução para grandes problemas de saúde pública e de qualidade de vida.


Também foram apresentados gráficos e dados impactantes que apresentam as áreas desmatadas, lembrando que, em 2018, 46% das emissões de GEE do Brasil vieram do desmatamento e outros 24% da agropecuária. Ou seja, 70% das emissões de gases de efeito estufa do Brasil vêm da forma como usamos a nossa terra (SEEG/OC). No fim da aula, os alunos puderam entender um pouco mais sobre o perfil particular de emissões de GEE do Brasil e sobre as possibilidades econômicas que uma floresta em pé também pode trazer.


Aula 9 | Amazônia


A aula 9 do curso YCL, liderada por Leonildes Nazar, consultora do Instituto Clima e Sociedade, foi muito importante para observar as possibilidades de análise da Amazônia Legal em sua diversidade regional, com destaque para os efeitos mais recentes das reformas político-institucionais, da governança ambiental e climática sobre o bioma.

Afinal, para quem se prepara para a liderança do clima, é essencial compreender como os governos, nas últimas décadas, desenvolveram as formas de observação, controle e cuidado de todos os biomas.


Para isso, é importante elencar os desafios presentes, com ênfase nos impactos socioambientais, relacionados a atividades econômicas predatórias e à construção de possibilidades de alternativas de renda para as populações que vivem em contato direto com essas áreas. Para estimular o desenvolvimento de possibilidades de construção de futuro, a palestrante falou sobre a necessidade de tratar da dimensão social da agenda climática e das desigualdades nas cidades amazônicas, indicando sempre que a Amazônia deve ser tema central da política doméstica e internacional.



Aula 10 | Cidades e Clima


O arquiteto e urbanista Reynaldo Mello Neto liderou a aula 10 do Curso YCL, introduzindo os conceitos de Mitigação e Adaptação através da apresentação de instrumentos e exemplos. Além disso, ele falou da relação da sua atuação com a agenda climática, apresentando o Compliance Climático a partir de casos reais de Planos desenvolvidos com as cidades da rede ICLEI América do Sul. Afinal, sem a participação da sociedade e dos governos locais, não há possibilidade de desenvolvimento de políticas voltadas para evitar as mudanças climáticas.


Para os alunos do curso YCL, ter contato com as realidades de diversos municípios brasileiros, com as suas dificuldades e construções de soluções, faz com que haja a possibilidade de desenvolvimento de uma capacidade de observação mais competente e ligada às necessidades reais.


Aula 11| Agropecuária



Se o consumo sustentável é a chave para um desenvolvimento regenerativo do nosso planeta, é importante que os futuros líderes climáticos entendam os impactos da produção agropecuária no nosso planeta.E a convidada para trazer esse tema para a primeira turma do #cursoYCL2021 foi a ativista Adriana Charoux, mãe do Tom e jornalista do Greenpeace, que trabalha com as questões que envolvem as florestas e os agrotóxicos.


Ela enfatizou que a agropecuária é a grande vilã das mudanças climáticas, já que 80% de tudo que foi desmatado no mundo foi por conta da produção de grãos e para a pecuária. Além disso, as emissões de gases de efeito estufa provenientes desse setor equivalem às emissões de todos os carros, navios, trens e aviões juntos de todo o mundo.A produção de milho e soja representa mais de 90% de toda a safra de grãos colhida no Brasil no ano passado (de 12 para 124 milhões de toneladas em 10 anos!).


E o destino de grande parte dessa produção é a alimentação de animais. Enquanto isso, 19 milhões de pessoas passam fome no Brasil.Mesmo com o agravamento das emergências climáticas e com mais de um milhão espécies correndo o risco de extinção, a agropecuária segue avançando sobre nossas florestas, emitindo irresponsavelmente os gases de efeito estufa.


Tantos números difíceis de digerir podem trazer um sentimento de impotência e de falta de opções, porém, no fim da aula, houve a importante participação de Huli Zang, um agricultor do Assentamento Filhos de Sapé, na Região Metropolitana de Porto Alegre, militante do Movimento dos Sem-Terra, que com toda sua simpatia e conhecimento prático, de quem lida com a terra todos os dias, trouxe aos alunos a esperança de se ter uma luz no fim do túnel, promovendo a mudança que precisamos através da prática agroecológica.


Aula 12 | ODS e Clima

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável de 2015. Ela é composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidas até 2030.Entender sobre os objetivos e a ligação deles com a questão climática é muito importante para os futuros líderes no clima. Para falar sobre os ODDs e essa interação, Petrina Santos, gestora ambiental, especialista em ODS e ESG, economista em formação e CEO da Ageeo, foi a convidada para a Aula 12 da primeira turma do #cursoycl2021.


Ela trouxe as principais informações relacionadas com os ODS e a agenda 2030, indicando como trazer a agenda para uma perspectiva realista, para que as instituições, os governos e as empresas possam incluí-la no dia a dia.Para ela, os ODSs têm seus problemas e não são perfeitos, muito menos salvadores da pátria, mas representam um caminho para o desenvolvimento sustentável.


Além de desenvolver os objetivos nos ambientes em que já se trabalha com questões sociais e ambientais, ela reafirmou que é fundamental que haja um processo de educação e compartilhamento dos conhecimentos sobre os ODSs.E esse é o papel também dos jovens líderes do clima, para fortalecer a governança dos ambientes públicos e privados para um futuro justo, próspero e sustentável.


Se interessou em participar da próxima jornada?


Estão abertas as inscrições para a 6a. edição do Curso YCL - as aulas serão online, entre 10 de 28 de agosto a 30 de outubro, no período noturno e em alguns sábados. Aumente a sua rede de contatos na área, e tenha acesso a conteúdos e benefícios exclusivos, eventos, e delegações a eventos globais. Infos e inscrições no site.



111 views

Support youth leadership

in climate action

We are a global youth leadership network catalyzing climate professionals. 

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

LET'S CHAT!

If you have any question, please drop us a message.