top of page

unleash hacks 2020 | brazil

Atualizado: 9 de nov. de 2021

Prototipando soluções para a crise da Covid-19 no Brasil para atingir os ODS 9 e 13.



SOBRE O EVENTO


UNLEASH é um laboratório de inovação global para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Todos os anos, 1.000 participantes (a.k.a talentos) de todo o mundo se reúnem na mesma cidade para desenvolver soluções sustentáveis ​​de forma colaborativa usando a metodologia UNLEASH. Em 2020, para superar as dificuldades causadas pela pandemia Covid-19, o UNLEASH se adaptou a 17 hackathons locais virtuais (UNLEASH Hacks), organizados e hospedados por grupos de ex-alunos.


Nos dias 21 e 22 de novembro de 2020, o UNLEASH Hacks aconteceu pela primeira vez no Brasil. Co-organizada por Youth Climate Leaders (YCL) e MeViro, a edição foi 100% online e gratuita. A diferença da maioria dos Climathons, foi o foco na fase de prototipagem. Depois de participar de hackathons de ideação, a equipe organizadora brasileira decidiu que era hora de dar um passo em direção à prototipagem de soluções climáticas porque já havia muitas ideias incríveis que poderiam ser levadas para o próximo nível por meio da metodologia UNLEASH. O evento floresceu com um total de 56 pessoas envolvidas: 26 participantes de 4 países (22 Brasil, 1 China, 1 Quênia, 1 Holanda, 1 Reino Unido), 21 especialistas, 3 juízes, 4 facilitadores e 4 membros da equipe organizadora.


O Hack tinha o objetivo geral de promover uma recuperação sustentável da Covid-19 no Brasil por meio da prototipagem de soluções climáticas, com foco no ODS 9 (Indústria, Inovação e Infraestrutura) e no ODS 13 (Ação Climática). Quatro líderes da Idea apresentaram seus projetos para um público de colegas de equipe da Idea. Posteriormente, foram formadas as quatro equipes: (1) Ambientalking, (2) Ecoradoria, (3) Amazen e (4) Turtle Box. Cada equipe tinha de 5 a 7 talentos.


As equipes passaram por um processo de melhoria de seus protótipos usando a metodologia UNLEASH, que consiste em cartões de atividades, verificações de passagem, verificações de progresso e sessões de feedback de colegas. Quando os protótipos passam pela fase de testes, eles têm a capacidade de se transformar em start-ups climáticos que podem, posteriormente, ter um impacto positivo na recuperação do Brasil após a crise da Covid-19. Depois de trabalharem juntas durante o fim de semana desenvolvendo os protótipos, as equipes apresentaram o argumento de encerramento abaixo:


O Hack tinha o objetivo geral de promover uma recuperação sustentável da Covid-19 no Brasil por meio da prototipagem de soluções climáticas, com foco no ODS 9 (Indústria, Inovação e Infraestrutura) e no ODS 13 (Ação Climática). Quatro líderes da Idea apresentaram seus projetos para um público de colegas de equipe da Idea. Posteriormente, foram formadas as quatro equipes: (1) Ambientalking, (2) Ecoradoria, (3) Amazen e (4) Turtle Box. Cada equipe tinha de 5 a 7 talentos.


As equipes passaram por um processo de melhoria de seus protótipos usando a metodologia UNLEASH, que consiste em cartões de atividades, verificações de passagem, verificações de progresso e sessões de feedback de colegas. Quando os protótipos passam pela fase de testes, eles têm a capacidade de se transformar em start-ups climáticos que podem, posteriormente, ter um impacto positivo na recuperação do Brasil após a crise da Covid-19. Depois de trabalharem juntas durante o fim de semana desenvolvendo os protótipos, as equipes apresentaram o argumento de encerramento abaixo:




AS QUATRO IDEIAS


1. Ambientalking

Líder da ideia: Isvilaine da Silva


Uma plataforma digital para conectar turistas com a população local, proporcionando mais visibilidade aos empreendedores locais que já se relacionam com as comunidades locais, mas não têm recursos para obter a visibilidade desejada para atrair mais turistas. Os povos indígenas e tradicionais estão sofrendo de racismo ambiental e, recentemente, também dos efeitos adversos da mudança climática e da crise covid-19. Por meio da plataforma Ambientalking, os turistas têm a oportunidade de se conectar e interagir com a população local para vivenciar suas culturas e costumes com os quais eles normalmente nunca seriam capazes de se conectar. Existem maneiras possíveis de financiar nossa plataforma, como um teste gratuito de 30 dias, uma versão paga para desbloquear todas as oportunidades ou um pagamento por serviço. O objetivo é fazer um piloto com a comunidade quilombola Kalunga, que mora em Cavalcante (Chapada dos Veadeiros, Goiás) e aqui vive há séculos.


Instagram: @ambientalking


2. Ecoradoria

Líder da ideia: Manoela Radtke


Ecoradoria é uma ideia liderada por Manoela Radtke para ampliar as conexões em sustentabilidade social. Este projeto é uma plataforma de conteúdo para informações e iniciativas sustentáveis ​​de uma perspectiva social, que visa conectar a sociedade, os movimentos populares e a iniciativa privada. Atualmente, observamos 1) o público em geral com muita informação disponível online, mas com falta de conhecimentos profundos sobre a sustentabilidade social; 2) iniciativas de base que precisam de visibilidade e patrocínio; 3) empresas que desejam ter uma imagem socioambiental significativa. E se criarmos pontes entre eles? A Ecoradoria, como organização sem fins lucrativos, pretende se tornar um polo de educação, comunicação e parcerias para uma rede de sustentabilidade social.


3. Amazen

Líder da Ideia: Luiza Rabelo


A ideia liderada por Luiza Rabelo consiste em empoderar povos indígenas e comunidades locais da floresta amazônica, conectando-os a um mercado nacional e internacional mais amplo para sua produção florestal tradicional e sustentável. Essas comunidades podem ser vistas como guardiãs da floresta: seus meios de subsistência estão profundamente conectados a uma floresta viva e próspera e seus territórios funcionam como as barreiras mais fortes às tendências atuais de desmatamento. No entanto, essas comunidades sofrem de marginalização, discriminação e pobreza, e foram duramente atingidas pela atual crise do covid-19. Considerando que a compensação de sua produção é geralmente intermitente e limitada à escala local, AMAZEN visa conectar os produtos locais (alimentos, óleos e artesanato) a mercados mais amplos, aproveitando a crescente demanda dos consumidores por produtos sustentáveis ​​e comércio justo. AMAZEN - The Living Forest Repository fará parceria com comunidades, e mulheres em particular, interessadas em acessar novos mercados a fim de alcançar uma fonte de renda sustentável e culturalmente apropriada por meio de um intercâmbio justo e transparente. O objetivo final é fortalecer um modelo econômico sustentável, baseado em uma floresta viva e próspera para o benefício das comunidades locais, da natureza e do clima.


4. Turtle Box

Líder da ideia: Luisa Miaw


No Brasil, temos mais de 1 milhão de pedidos de refeições em apps de delivery por dia utilizando uma grande quantidade de embalagens. Eles passam a fazer parte das 25 mil toneladas de embalagens que vão parar no aterro todos os dias, já que 80% delas são descartáveis ​​e apenas 3% dos resíduos são reciclados aqui. A Turtle Box surge para resolver este problema de uma forma bastante simples, através da logística reversa de embalagens reutilizáveis. Os consumidores finais pedem sua refeição em um aplicativo de entrega e optam por receber o pedido em uma caixa de refeição da Turtle Box. Após o consumo, o cliente preenche um formulário e escolhe quando a Turtle Box pode retirar as caixas de refeição. Nós os coletamos, higienizamos e os devolvemos aos restaurantes para um novo ciclo. Tudo isso, sem aumentar os custos dos restaurantes e oferecer prêmios aos clientes. Queremos que a sustentabilidade seja algo tão simples que as pessoas olhem para trás e vejam o quão absurdas foram suas ações no passado.

In Brazil, we have more than 1 million meal orders in delivery apps per day using a huge amount of packages. They become part of the 25 thousand tons of packages that end up in landfills every day, since 80% of them are single-use items and only 3% of waste is recycled here. Turtle Box comes up to solve this problem in a very simple way, through reverse logistics of reusable packages. End consumers order their meal in a delivery app and choose to receive their order in a Turtle Box meal boxes. After consumption, customers fill out a form and choose when Turtle Box can pick up the meal boxes. We collect, sanitize and return them to restaurants for a new cycle. All this, without increasing costs for restaurants and offering prizes to customers.We want sustainability to be something so simple that people look back and see how absurd their actions were in the past.


Instagram: @turtlebox.eco

Linkedin: Turtle Box



VENCEDORES

1. Amazen

2. Caixa de tartaruga

3. Ambientalking


Parabéns a todos os 26 participantes! Todos agora fazem parte da Rede UNLEASH Alumni, formando uma comunidade mais ampla de talentos globais por meio da Plataforma UNLEASH, uma comunidade virtual totalmente orientada para os ODS.



PRÊMIOS

Para estimular o desenvolvimento das soluções, a UNLEASH ofereceu prêmios em dinheiro em dólares americanos para os três vencedores: $ 500 para o primeiro colocado, $ 300 para o segundo colocado e $ 200 para o terceiro.


A Water Environment Federation, representada pelo facilitador principal Barry Liner, ofereceu $ 100 extras para todas as quatro equipes.


Os Líderes Jovens do Clima forneceram 2 prêmios a todos os participantes. O primeiro prêmio foi um desconto de 15% no Curso YCL 2021 para aprender sobre as mudanças climáticas na teoria, entendê-las na prática, trabalhar em projetos com outros jovens e ingressar na rede internacional de jovens líderes climáticos. O segundo prémio foi o acesso à Rede YCL / Hubs, que já estão ativos em vários países (Brasil, Portugal, Itália e Estados Unidos). Os YCL Hubs são espaços orientados para a inovação que atuam como plataformas para coordenar, fomentar e multiplicar localmente soluções e atividades climáticas, ao mesmo tempo que são interconectados pela Rede Global YCL. Por último, mas não menos importante, o parceiro Climate Ventures forneceu um prêmio extra incrível para a equipe vencedora: Uma pista rápida para as finais do Climate Launchpad 2021.



PARCEIROS


Climate Ventures e Movimento Choice foram parceiros ecossistêmicos para o UNLEASH Hacks Brazil 2020. Além de promover o evento, o Movimento Choice também reuniu um incrível grupo de especialistas e Climate Ventures uma via rápida para as finais do Climate Launchpad 2021 para a equipe vencedora .



ORGANIZANDO EQUIPE


Amanda Lima é Diretora de Projetos da MeViro, onde se dedica a co-construir projetos inovadores para um mundo mais inclusivo e resiliente. Ela é mestre em Desenvolvimento Sustentável pela UnB. Antes de se tornar empreendedora, trabalhou como Analista da SDG no PNUD. Atualmente, Amanda é Fellow da Social Good Brasil e do Programa CUNY Emerging Leaders International Fellow.


Cassia Moraes é co-fundadora e CEO da YCL (Youth Climate Leaders). Ela tem experiência de trabalho em desenvolvimento sustentável e cooperação internacional nos setores público, privado e terceiro. Anteriormente, ela atuou como Coordenadora Executiva Adjunta no Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas e trabalhou como consultora na CIVICUS, PNUD e Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da ONU (SDSN). Cassia possui um MPA em Prática de Desenvolvimento pela Columbia University.


Clara de Queiroz é Urbanista e bolsista YCL. Ela possui um mestrado em Gestão e Desenvolvimento Urbano do Instituto de Estudos de Desenvolvimento Urbano e Habitação (IHS) da Erasmus University Rotterdam, com ênfase em Sustentabilidade e Mudanças Climáticas. Apaixonada por Nature-Based Solutions (NBS), tem como objetivo contribuir como agente de ligação entre múltiplos atores para a solução de desafios sociais, ambientais e econômicos.


Kleber Eduardo Vicente dos Santos é Analista de Inovação do Centro Brasileiro de Pesquisa em Energia e Materiais - CNPEM, Startup Mentor do PIPE FAPESP e Juiz do MIT Inclusive Innovation Challenge. É Engenheiro Químico e Mestrando pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp.


JUÍZES

Os pitches finais foram apresentados a três juízes que avaliaram as equipas de acordo com os seguintes critérios: Inovação (30%), Potencial de impacto (30%), Viabilidade (30%) e Desempenho (10%). O painel de jurados foi composto por três jovens referências brasileiras em inovação climática: Karina Penha, Lucas Bernar e Lucas Nieto.


Karina Penha: do Maranhão, brasileira, Karina é uma bióloga e ativista socioambiental de 24 anos. Membro do International Exchange Alumni (rede de líderes globais), onde liderou a rede de protagonismo juvenil USBEA Maranhão. Mobilizador na Rede NOSSAS e Articulador na Organização Juvenil Engajamundo, tendo atuado como Coordenador do Grupo de Trabalho do Clima nos últimos dois anos. Karina organizou vários laboratórios de inovação (por exemplo, D3 Lab) e participou de programas de liderança (por exemplo, SUSI sobre Empreendedorismo Social).


Lucas Bernar: Empreendedor e engenheiro com experiência em desenvolvimento de produtos, modelagem de negócios, impacto social, investimento de impacto, design thinking e pesquisa. Lucas liderou o Movimento Choice, faz parte do Global Shapers (do WEF) e atualmente trabalha como gerente de produto no Pipe Social. Ele se formou em engenharia pela USP na University of British Columbia com 2 graus diferentes: um diploma em Inovação e Tecnologia pela Hebrew University (Jerusalém, Israel) e um diploma em Creative Cities pela Tsinghua University (Beijing, China).

Lucas Nieto: Gerente de projetos para projetos de empreendedorismo climático na Climate Ventures, onde orienta startups no aprimoramento de seus projetos para aumentar seu impacto. Lucas também é o coordenador do ClimateLaunchpad e What Design Can Do. Ele trabalhou em uma empresa multinacional, uma empresa familiar, e fundou seus 2 negócios sozinho. Graduado em Comunicação e Marketing pela ESPM, possui MBA em Sustentabilidade pela FGV.


FACILITADORES

O hackathon de 16 horas foi apoiado por quatro facilitadores UNLEASH experientes:


EXPERTS

Os especialistas foram responsáveis por orientar as equipes dentro de sua área temática de atuação. Os feedbacks se concentraram em garantir que os problemas e soluções fossem baseados na realidade e que o trabalho anterior e os parceiros relevantes fossem identificados. Confira a lista com todos os especialistas AQUI.



Depoimento, por Wilco Van Varik


“Inovação, empoderamento, entusiasmo, falta de sono, novas amizades, caos ... Esses são todos os aspectos que caracterizaram o UNLEASH Hack Brasil 2020 no final de semana de sábado 21 e domingo 22 de novembro. Este hack não era como nenhum outro devido à crise da Covid-19: estava totalmente online! Considerando que algumas lutas tiveram que ser travadas para superar as dificuldades causadas pela plataforma Zoom (como as salas de descanso separadas), o resultado do Hack não poderia ter sido mais bonito!


Tudo começou no dia 19 de novembro com uma reunião para quebrar o gelo entre os participantes e conhecer as ideias dos ‘líderes de ideias’ para que os participantes pudessem decidir sobre a ideia que queriam trabalhar. Posteriormente, todos os participantes foram convidados a preencher um formulário com 3 de suas ideias favoritas. No dia seguinte, os participantes se reuniram às 9h da manhã e os grupos finais foram revelados. No total foram 4 equipes: Ambientalking, Ecoradoria, Amazen e Turtle Box. Cada uma dessas equipes foi distribuída entre 4 a 6 participantes, com base na preferência indicada anteriormente. Antes de os grupos se separarem para se conhecerem, foi feita uma introdução à metodologia UNLEASH, aos prazos e ao Miro-board. Este último é uma plataforma interativa utilizada pelo UNLEASH com todas as informações e ferramentas do Hack, que podem ser acessadas e até editadas por todos os participantes. Cada equipe também recebeu um espaço privado Miro, que pode ser usado para desenhar, projetar e escrever ideias durante o processo.


Após esta breve introdução, a equipe recebeu uma aula sobre prototipagem, que foi seguida por sessões de grupo para desenvolver ainda mais as ideias do grupo. Depois de uma hora e meia intensa, chegou a hora do almoço, que foi seguido por uma sessão de recapitulação e uma revisão por pares dos outros grupos. Agora, o maior desafio começou: terminar o protótipo e passar pelos ‘portões’ (pontos oficiais de avaliação). Era mais fácil falar do que fazer! Para passar pelo portão, a ideia teve que passar por vários estágios por meio do uso de "scorecards" (a metodologia UNLEASH). Felizmente, as equipes não estavam sozinhas! Durante todo o dia foi possível solicitar a ajuda de especialistas e ao final do dia todos os especialistas estiveram visitando as salas de descanso individuais das equipes para auxiliá-los e orientá-los. O dia terminou oficialmente às 19:00 com uma bela foto de grupo de participantes satisfeitos, mas exaustos.


Agora, chegou a hora do dia 2, o dia em que a ideia final precisa ser entregue por meio de um argumento de venda de 3 minutos. Enquanto alguns grupos (como o meu) nem passaram pelo primeiro portão ainda, outros já estavam no caminho certo. Mesmo que a metodologia UNLEASH tenha fases e etapas claras a seguir, o processo de inovação real não se deixa capturar tão facilmente. As equipes passaram por um processo contínuo de ida e volta durante todo o processo, o que levou a alguns avanços repentinos e obstáculos ao longo do caminho. Nossa equipe finalmente conseguiu passar o primeiro portão e entrar na fase de prototipagem por volta das 12h, o que nos deixou com cerca de 6 horas (hora do almoço incluída) para desenvolver essa ideia em um plano sólido. Nesse ponto, foi um caos completo, todos nós tivemos que dar nosso 100% para chegar a tempo para o arremesso final. Este momento (o arremesso final) foi primordial, pois é aqui que os grupos finais estavam sendo avaliados. Você podia sentir a tensão no ar durante os arremessos finais, mas foi incrível ver o quão rápido as ideias se desenvolveram e progrediram durante este final de semana! Quero dar os parabéns à Amazen (a vencedora) e a todos os que participaram. Foi uma alegria absoluta conhecer a todos e fazer parte deste incrível fim de semana e networking. Espero ver todos no próximo hack novamente !! ”

 


45 visualizações

Comments


IMPULSIONE SUA CARREIRA COM O YCL!

Confirma algumas formas que o YCL pode acelerar sua carreira no clima:

WhatsApp Image 2019-06-01 at 21.14.31.jpeg

join the ycl course!

With 98% approval, the YCL Course is a 2-month training course for those looking to have a general notion of the climate career, conducted in portuguese.

AEnB2UpDjeFHmTuM3SCZofJU6FadLg0BUyi6Y7smI9taEG4jipc8zohj4feJKChZl1lAT8PvXDZs-dw1NZ6prI__j4

join the ycl network!

Portuguese speakers: subscribe to our network to gain access to our platform and join our network, an ecosystem of networking,  vacancies, and exclusive benefits.

Desenvolvedores do sexo feminino

be mentored by a ycl climate expert!

Tailor made sessions for young professionals to meet a climate expert, to seek advice, new perspectives, and to develop a career plan.

bottom of page